São Paulo 11.4063-0903 Rio de Janeiro 21.3637-0029 Bahia 71.3277-7001 Pernambuco 81.3518-3270

Estudo de Propagação de Rádio

Garanta a viabilidade e a eficiência do seu sistema de telecomunicação com estudo de propagação de rádio

Estudo de Propagação de RádioCom o serviço de estudo de propagação realizado pela equipe técnica da Kofre, a sua empresa garante a eficiência necessária para que o sistema de telecomunicação funcione perfeitamente, evitando e minimizando problemas futuros como perda de sinal RF (radiofrequência) e interferências externas decorrentes da própria geografia do local. Através de um estudo detalhado, realizado por uma equipe de engenheiros treinados e capacitados, é possível ter acesso a dados fundamentais que informam a viabilidade do sistema de telecomunicação que pretende ser instalado e mensuram a infraestrutura necessária para o funcionamento correto do sistema.

 


Objetivo do estudo de propagação

O estudo de propagação tem por objetivo prever inicialmente o comportamento de um enlace de RF ou da área de cobertura de um sistema de rádio. Para ser mais simples, este estudo projeta o funcionamento de uma onda de rádio do momento em que ela sai de uma torre de transmissão até o momento em que é captada por um terminal de recepção, buscando criar um ambiente seguro e eficiente para a operação de todo o sistema.

 


Principais etapas do estudo

Para obter este tipo de informação é necessário coletar diversos dados geográficos da região inspecionada se utilizando de mapas e perfis topográficos e analisar a presença de obstáculos como prédios, montanhas e árvores, além de possíveis problemas como a reflexão do sinal de radiofrequência, através de um espelho d‘água, por exemplo. Após o levantamento de todos os dados são obtidas as imagens que demonstram a viabilidade do sistema pretendido. Estas imagens são geradas através de software específico e cálculos otimizados baseados em medidas práticas colhidas em campo. Com o estudo de propagação é possível ter acesso a informações importantes e práticas como o dimensionamento da infraestrutura (torre) mínima necessária para garantir um sistema de comunicação impecável.